Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Servidor público forja própria prisão para pedir namorada em casamento
04/01/2022 14:23 em Notícias

O servidor público Rubens Oliveira, de Lucas do Rio Verde (333 km de Cuiabá), decidiu fazer um pedido de casamento diferente e acabou viralizando nas redes sociais.

O rapaz combinou com dois policiais militares uma cena, que tinha o objetivo de conquistar o “sim” de sua amada, Luanna Barcelos.

Rubens e Luanna estavam curtindo a noite de Natal com amigos e familiares, quando por volta de meia-noite uma viatura da Polícia Militar chegou ao local. Os policiais, sargento Bruno e soldado Douglas, que eram as peças fundamentais do plano de Rubens, chegaram chamando pelo dono de um veículo branco.

O rapaz vai até os policiais e acaba sendo revistado e algemado.

Rubens havia deixado três pessoas cientes do que estava acontecendo, para que tudo pudesse ser registrado. Uma das pessoas filma toda a abordagem em dois vídeos de aproximadamente dois minutos cada.

Um dos policiais pede para revistar os pertences de Rubens.

Luanna então, leva a mochila do namorado até ele, enquanto o soldado Douglas tira as algemas do rapaz. Rubens se ajoelha e começa a procurar algo dentro da mochila.

Para o alívio de Luanna, o amado tira o anel de noivado e faz o pedido na frente dos amigos e da família do casal.

Rubens contou que depois de falar seu plano para três pessoas da família da noiva, eles decidiram entrar em contato com a Polícia Militar, que concordou em ajudar.

O casal tem oito meses de relacionamento e o servidor relatou estar muito feliz com o resultado da surpresa.

“Foi muito gratificante receber um ‘sim’, ainda mais ver a reação de nossos filhos. Isso também não teve preço”.

O rapaz agradeceu os familiares que lhe ajudaram na surpresa e ressaltou o apoio dos militares.

“Agradecimento especial à Polícia Militar pelo apoio”, comentou Rubens.

Agora, Rubens e Luanna se preparam para o casamento, mas o noivo já avisa que tem novos planos para a cerimônia.

“Vai ser outra trama”, antecipou.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FONTE: REPÓRTER MT

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!